Guia Completo para Desenvolvedor Java Iniciante

Fala, pessoal. Beleza? Adm Diogo Pé aqui. Fiz este guia para quem está começando a Estudar Java. A ideia aqui é dar um norte para você iniciante.

Não se esqueça de criar a sua conta aqui no PB Overflow para interagir com a nossa comunidade!

Desenvolvedor Java: O que eu preciso para ser um ?

O Java é uma das linguagens de programação mais populares há décadas. O número de especialistas que desejam se tornar proficientes em Java está crescendo rapidamente. Como a competição é acirrada, não é mais suficiente ser apenas um bom desenvolvedor Java - você precisa adquirir um conhecimento profundo e se familiarizar com muitos conceitos para estar à frente da concorrência. Se você é aquele que fica se perguntando “O que devo aprender para me destacar como um desenvolvedor Java?”, Esta postagem pode ajudá-lo a descobrir as coisas.

1. Obtenha uma base sólida e uma ideia clara dos princípios Orientação a Objetos (POO)

Para começar na sua carreira de Desenvolvedor Java e fundamental saber Orientação a Objetos. Java é uma linguagem orientada a objetos, portanto, em vez de subestimar os princípios POO, os desenvolvedores devem se esforçar para adquirir um conhecimento profundo do conceito. Aprenda como aplicar os princípios POO ao programar e obter um conhecimento profundo da modelagem de objetos, padrões de projeto, herança e outros conceitos. Essas são coisas que você deve ter em mente ao escrever software, especialmente em uma linguagem moderna orientada a objetos.

2. Leia livros que cobrem esses princípios

Ter esses conceitos sob controle o ajudará a construir facilmente projetos aplicando os princípios OOP. Muitos conceitos são abordados em alguns livros clássicos que considero leitura obrigatória para desenvolvedores:

  • “Padrões de Projeto: Elementos de Software Orientado a Objetos Reutilizáveis” por “Gang of Four”
  • “Clean Code” de “Uncle Bob” Robert Martin
  • “Clean Architecture” de “Uncle Bob” Robert Martin
  • “Refatoração” (2ª edição) por Martin Fowler e Kent Beck
  • “Programação extrema explicada” por Kent Beck
  • “Test Driven Development: By Example”, de Kent Beck

3. Familiarize-se com o Spring Framework

A estrutura Spring desempenha um papel significativo no desenvolvimento Java moderno. Os componentes do Spring Framework, como Spring MVC e Spring Boot, são comumente usados ​​por empresas para construir microsserviços ou aplicativos da web. Os desenvolvedores Java que entendem todas as vantagens da estrutura Spring são mais propensos a brilhar em seu campo, transformando um método Java local em uma operação de gerenciamento ou procedimento remoto.

Se você nunca usou o Spring antes, a primeira etapa é se familiarizar com as coisas essenciais do Spring, como os princípios de injeção de dependência (DI), inversão de controle (IoC) e Spring MVC em geral.

O próximo grande marco é definitivamente o Spring Boot e os recursos que ele traz para a construção e execução de aplicativos da web. Aprenda as principais anotações importantes que ele fornece e seu comportamento, e considere as anotações do Spring em geral (especialmente se você tiver um background mais baseado em XML).

Alguns como @Repository, @Service e @Controller ou @RequestMapping se tornarão seus amigos do dia a dia. Tente construir um pequeno aplicativo web usando-os. Lá no Programadores Brasil temos um Guia Completo para Iniciantes em Spring e SpringBoot.

Voltando…obviamente, para esse aprendizado no Desenvolvimento Java, você precisa de um bom entendimento dos padrões de projeto e de como os componentes que essas anotações definem devem interagir uns com os outros.

Você ficará surpreso como é fácil iniciar e executar seu aplicativo recém-criado com Spring Boot, em comparação com outras opções de implantação que você pode ter usado com Java antes. Esta estrutura foi projetada para simplificar enormemente a sua vida e permitir que você obtenha apenas um arquivo .jar “completo” executável, que você pode executar a partir da linha de comando em seu computador, de um contêiner Docker ou implantar como um Linux normal serviço e coloque-o atrás do Nginx se você não usar o Docker na produção.

O próximo componente do Spring que você definitivamente vai querer aprender mais cedo ou mais tarde é Spring Security. Tudo que você precisa para configurar o acesso adequado aos seus endpoints e serviços em geral, autenticação e autorização, login, registro e diferentes provedores de segurança, você encontrará lá.

Outro componente muito grande que você também pode encontrar em alguns projetos é o Spring Data. Ele fornece uma abstração conveniente e elegante para acesso a dados. Não é um ORM por si só e não é uma implementação JPA - ele apenas fornece uma abstração versátil em cima dele, permitindo reduzir a quantidade de código necessária para manipulação de dados e torná-lo simples e suportável.

Finalmente, um componente que vale a pena mencionar explicitamente (não se esqueça que o Spring é enorme) é Spring AOP (Aspect Oriented Programming). Ele fornece uma maneira de incluir várias anotações para controlar declarativamente vários aspectos do comportamento do código, como registro, exceções ou transações. Compreender essa filosofia e abordagem lhe dará um impulso em qualquer entrevista de emprego.

Não há dúvida de que o Spring é um grande peixe no mundo Java, mas não é o único. Nem todo desenvolvedor Java deseja se submeter ao domínio total do Spring - alguns querem se especializar em diferentes tecnologias e se aprofundar em diferentes domínios. Para esses desenvolvedores, eu distinguiria a pilha Java EE. Embora antigo, ele ainda existe, especialmente em projetos maiores e mais antigos.

4 Estude bastante o Java 11

Recentemente, a comunidade de desenvolvedores Java testemunhou o lançamento da última versão do Java 15. No entanto, o fluxo de desenvolvimento de software no domínio Java é geralmente muito lento quando se trata de adotar novas versões de qualquer coisa - o princípio “se não está quebrado , não conserte ”é especialmente adotado em projetos corporativos.

Cada pequena mudança que ocorre nesses projetos deve atender aos requisitos de alta segurança e é comum o uso de tecnologias mais antigas. Por exemplo, no banco, companhia aérea ou sistema de seguro, é improvável que você encontre qualquer tecnologia com menos de cinco anos ou mais. É aqui que mais antigo significa estável, confiável e seguro.

No entanto, novas versões estão sendo lentamente, mas constantemente adotadas nesses domínios. Após cada novo lançamento, mais e mais empresas exigirão que você se familiarize com os novos recursos. Java 8, que foi um grande avanço para a época, levou alguns anos para se tornar um padrão do setor. Você definitivamente “não deve passar” mais sem dominar a API Stream, métodos de interface padrão, expressões Lambda, API Java Time e outros recursos principais desta versão .

Outras versões do Java mantiveram a jornada de adoção de recursos ativos. A próxima versão do LTS foi o Java 11 - esta é a que você pode encontrar com frequência em requisitos de trabalho hoje em dia. Muitas empresas não mudarão dele até que o próximo LTS seja lançado, que deveria ser o Java 17 em setembro de 2021. Definitivamente, não recomendo que você comece sua busca de emprego antes de entrar em contato e se familiarizar com todo o Java 11 recursos .

As versões posteriores do Java, até 15 como foi mencionado acima, ainda estão em alguma extensão ou outro no processo de ganhar uma adoção mais ampla, mas já estão em uso um pouco. Por exemplo, já existe uma versão Amazon Corretto 15 disponível.

De qualquer forma, uma prática importante para um bom desenvolvedor Java é seguir cada nova versão com muita atenção e familiarizar-se com todos os novos recursos imediatamente. Nenhum deles pode ser ignorado.

5 Entenda como funciona a JVM

Java não existe sem JVM (Java Virtual Machine). Por tanto, se você quer ser um Desenvolvedor Java, é imprescindível entender como funciona a JVM. De forma muito superficial, ela é um mecanismo de tempo de execução que permite que aplicativos Java sejam executados em qualquer plataforma possível. Portanto, se você deseja se juntar a um grupo de bons desenvolvedores Java, é essencial compreender os princípios do trabalho da JVM.

Além disso, o conhecimento de uma máquina virtual o ajudará na solução de problemas durante o desenvolvimento. Portanto, entre outras coisas, certifique-se de dominar os encadeamentos do sistema JVM e a maneira como o Java é executado no ambiente de tempo de execução.

6 Estude múltiplas metodologias de desenvolvimento

Se você deseja ficar à frente de muitos outros programadores Java, deve prestar atenção especial às diferentes metodologias. Em primeiro lugar, familiarize-se com o Agile e principalmente com o SCRUM, mas também entenda o Waterfall e se prepare para trabalhar com ele. Contanto que muitos desenvolvedores selecionem a metodologia de acordo com as preferências dos clientes, saber muitos deles o ajudará a ficar por dentro disso.

Além disso, você pode aprender técnicas extremas de programação (o livro clássico de Kent Beck é mencionado acima) para obter uma experiência mais rica e um trabalho eficaz.

7 Leia bons livros de Java

Por último, e talvez mais importante, leia bons livros de Java. Separei alguns livros que acho muito interessante para quem quer ser um Desenvolvedor Java.

Confira a lista completa dos Livros de Java aqui.

5 curtidas