[Iniciantes] O que é Orientação a Objetos?

Fala, galera. Adm Diogo Pé aqui. Muitos de nós quando estamos começando nos deparamos com a dúvida sobre O que é Orientação a Objetos. Este é um dos conceitos e paradigmas essenciais no mercado de TI. Existem aplicações que utlizam outros paradigmas de programação, como programação funcional mas, na sua maioria, as aplicações vão utilizar, em algum momento, a Orientação a Objetos.

Pensando nisso, fiz um texto explicando um pouco sobre o que é Orientação a Objetos para o pessoal que está começando agora. Depois deixem a opinião de vocês!

O que é Orientação a Objetos?

A Orientação a Objetos ou Programação Orientada a Objetos (POO) é ​​um modelo de programação de computador que organiza o projeto de software em torno de dados, ou objetos, em vez de funções e lógica. Um objeto pode ser definido como um campo de dados que possui atributos e comportamento exclusivos.

A POO se concentra nos objetos que os desenvolvedores desejam manipular, em vez da lógica necessária para manipulá-los. Essa abordagem de programação é adequada para programas grandes, complexos e ativamente atualizados ou mantidos.

A organização de um programa orientado a objetos também torna o método benéfico para o desenvolvimento colaborativo, onde os projetos são divididos em grupos.

Os benefícios adicionais da orientação a objetos incluem reutilização de código, escalabilidade e eficiência. Mesmo ao usar microsserviços , os desenvolvedores devem continuar a aplicar os princípios da POO .

A primeira etapa na POO é coletar todos os objetos que um programador deseja manipular e identificar como eles se relacionam - um exercício geralmente conhecido como modelagem de dados.

Os exemplos de um objeto podem variar de entidades físicas, como um ser humano que é descrito por propriedades como nome e endereço, até pequenos programas de computador, como widgets .

Uma vez que um objeto é conhecido, ele é rotulado com uma classe de objetos que define o tipo de dados que ele contém e quaisquer sequências lógicas que podem manipulá-lo. Cada sequência lógica distinta é conhecida como um método. Os objetos podem se comunicar com interfaces bem definidas chamadas mensagens.

Princípios da Orientação a Objetos

A programação orientada a objetos é baseada nos seguintes princípios:

  • Encapsulamento: A implementação e o estado de cada objeto são mantidos de forma privada dentro de um limite definido ou classe. Outros objetos não têm acesso a essa classe ou autoridade para fazer alterações, mas só podem chamar uma lista de funções ou métodos públicos. Essa característica de ocultação de dados fornece maior segurança ao programa e evita corrupção de dados não intencional .
  • Abstração: Os objetos revelam apenas mecanismos internos relevantes para o uso de outros objetos, ocultando qualquer código de implementação desnecessário . Esse conceito ajuda os desenvolvedores a fazer alterações e acréscimos com mais facilidade ao longo do tempo.
  • Herança: Relacionamentos e subclasses entre objetos podem ser atribuídos, permitindo que os desenvolvedores reutilizem uma lógica comum, mantendo uma hierarquia única. Esta propriedade de OOP força uma análise de dados mais completa, reduz o tempo de desenvolvimento e garante um nível mais alto de precisão.
  • Polimorfismo: Os objetos podem assumir mais de uma forma, dependendo do contexto. O programa determinará qual significado ou uso é necessário para cada execução daquele objeto, eliminando a necessidade de duplicar o código.

Principais Linguagens que usam Orientação a Objetos

Alguns pontos negativos da Orientação a Objetos

O modelo de programação orientado a objetos foi criticado por desenvolvedores por vários motivos. A maior preocupação é que o POO superenfatiza o componente de dados do desenvolvimento de software e não se concentra o suficiente em computação ou algoritmos. Além disso, o código POO pode ser mais complicado de escrever e levar mais tempo para compilar.

Métodos alternativos para POO incluem:

  • programação funcional
  • programação estruturada
  • programação imperativa

A maioria das linguagens de programação avançadas oferece aos desenvolvedores a opção de combinar esses modelos.

Você está estudando Orientação a Objetos? Tem alguma dúvida?

Espero ter ajudado.
Um abraço!

3 curtidas

Não esqueça de criar a sua conta para interagir no fórum! :grin: